Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Jardim Secreto

O Jardim Secreto

20
Mai17

Update

"Por vezes o melhor que podes fazer é não pensar, não divagar, não imaginar, não ficar obcecada. Apenas respira, e tem fé que tudo se vai resolver pelo melhor."

 

Antes de mais, quero agradecer pelas palavras de apoio e carinho que algumas leitoras deixaram no post anterior. Ainda não sei o que tenho. Como os sintomas persistiram, fui a uma gastroenterologista e ela disse-me que eram necessárias umas análises mais detalhadas e que haviam várias hipóteses em cima da mesa. Tenho fé que não seja nada de especial, mas ao mesmo tempo estou a tentar não criar muitas expectativas e viver os meus dias sem pensar muito nisso. 

Estou a tentar ter paz na alma e calma no coração e, nos dias em que não tenho isso, deixar que a coragem seja mais forte que o medo. 

13
Mai17

Não sei o que se passa comigo...

Tenho andando ausente aqui do blog, eu sei. Mas tudo tem um motivo. Não sei o que se passa comigo, mas acho que estou doente e não sei bem do quê. O fim-de-semana passado estive no hospital com todos os sintomas de uma gastroentrite, virose, sei lá o quê. Tomei a medicação e parecia estar a ficar melhor. Marquei uma consulta com o meu médico para fazer umas análises gerais, ver se preciso tomar algum suplemento. Entretanto, apanhei gripe e continuo com alguns dos sintomas da gastroentrite. E isto tudo logo na pior altura, com tanto trabalho entre mãos e em que estou a conhecer uma pessoa especial... Não sei o que tenho, mas não acho isto muito normal. Sinto-me em baixo e preocupada, hoje passei o dia todo a dormitar, sem vontade de fazer nada. Só espero que amanhã já me sinta um pouco melhor... Afinal, já lá vai duas semanas que não me sinto normal! E estou farta!

07
Mai17

Mãe

Mãe, 

Sei que hoje é apenas mais um dia, porque dia da mãe, tal como o dia do pai e todos os outros dias, deve ser durante o ano todo e a vida toda, não apenas porque um número no calendário assim o diz.

Dito isto, lamento não te ter proporcionado um dia melhor, ou pelo menos, livre de preocupações. Estive doente e tive que ir ao hospital e tu, como mãe zelosa que és, não deixaste de te preocupar e de me acompanhar. 

Porém, e pelo menos, quero deixar aqui o meu testemunho da mãe fantástica que és. És a melhor mãe que eu poderia desejar. 

És uma guerreira, uma lutadora, um exemplo de força e de coragem todos os dias. 

És o amor incondicional personificado, que prevalece sempre apesar de tudo, contra tudo e contra todos. 

És uma mãe galinha e super protectora, mas eu adoro-te. 

Pág. 1/2