Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Jardim Secreto

O Jardim Secreto

15
Jul17

As palavras que (não) ficaram por dizer

Confessei-te que fui feliz contigo. Que foi bom enquanto durou.

Deixei as palavras sairem e a alma ficou mais leve.

Sim, admiti que ainda pensava em ti, embora não veja um futuro para nós os dois.

Do que fiz pouco ou nada me arrependo. Vivi, errei, precipitei-me, amei-te por breves momentos, mas oh, amei-te tão profundamente enquanto durou!

Foi bom e são as memórias boas que guardo em mim, não as discussões, a frieza ou o afastamento. Prefiro guardar a memória dos sorrisos, dos beijos, das mãos dadas, das palavras bonitas.

Fica a subtil tristeza do que podia ter sido e não foi... mas a vida é curta demais para arrependimentos. 

Eu sou ciumenta e impulsiva, tu és orgulhoso e não estás pronto. Talvez nunca estejas. Talvez não sejamos duas peças do mesmo puzzle. Talvez não sejamos um para o outro. 

Afinal, nem todos os amores foram feitos para durar para sempre. 

Agradeço-te pelos bons momentos e espero que sejas feliz, mesmo que tu já não me queiras, mesmo que eu já não te ame. 

4 setas perdidas

Comentar post